Entregabilidade – O Santo Graal do Email Marketing

É fácil ter bons resultados ao disparar emails do seu e-commerce, da sua empresa? Infelizmente não. E sendo transparente, está cada vez mais difícil!

entregabilidadeOs algoritmos antispam dos principais provedores (Hotmail, Google, Yahoo e outros) estão cada vez mais incrementados para que apenas emails relevantes e engajados caiam nas caixas de entradas dos usuários (o famoso Inbox).

Muitos marketeiros digitais não se preocupam em captar bons emails (contatos interessados e engajados) e todos deveriam saber que endereços de email são o equivalente a “ouro” no mundo das vendas digitais. Por isso, é cada vez mais comum entrar em sites que usam pop-ups, posts no Facebook com chamadas interessantes e pegadinhas, landing pages com conteúdos gratuitos, etc.

E quando captam-se esses emails dourados? O que você faz com todos esses leads? Envia um monte de emails para eles, provavelmente.

Você faz isso, não faz? Então deveria estar se sentindo culpado também. Afinal, usuários querem conteúdo gratuito, mas ninguém disse que eles querem receber uma sequência de emails da sua empresa, não é mesmo?

Eu cansei de escutar: – Mas eles fizeram opt-in! Manda tudo que puder para tentar “acertar com um tiro no escuro“!

O problema é que existe um preço caro a ser pago (médio e longo prazo), e não adianta chamar um especialista em Deliverability para salvar seus resultados se você continuar fazendo práticas ruins. Quando seus emails começarem a cair nas caixas Spam de todos os provedores não fale: – Não foi culpa nossa!! A reputação externa quem faz são seus emails, não o vizinho ou a sua equipe de marketing.

Bem, então, o que podemos fazer para melhorar os resultados?

Posso dizer que temos mil pontos a serem considerados (verificar a reputação externa, blacklists, autenticações como SPF, DKIM, DMARC, mudar seu domínio de envios, From, colocar os emails para saírem por estrutura de IP dedicado, trocar de ESP…)

Mas muitas vezes os resultados ficam ainda pior. O fato é que, não existem muitos artigos na internet que agregam todos os pontos para diminuir as possibilidades de erros, então seguem algumas dicas:

  1. Verifique se sua estrutura está com todos os padrões e exigências do mercado (autenticações SPF, DKIM, DMARC, match do domínio entre o From e o Return-Path das suas mensagens, servidores estáveis e sempre disponíveis, estrutura de retorno MX ok, etc.)
  2. Sua base de contatos está Engajada (é necessário entender como os provedores medem isso)?
    Regras básicas de engajamento: Usuário marcou mensagem como “isso é spam”, fez optout, nunca respondeu seus emails, leu e apagou imediatamente, respondeu sua mensagem mas ninguém retornou para ele…
  3. Volume x Constância x Frequência de Envios
    Se você envia muitos emails para um usuário, apenas na segunda-feira, por exemplo; isso é péssimo.
    É importante manter ao longo da semana uma constância de envios com frequência não exagerada (fazendo o possível para não irritar seus contatos e manter ‘flat’ suas taxas e reputação).
  4. Feedback Loops (complaints), Optouts, Abuses, emails de “por favor me remova de suas campanhas”.
    Evite ao máximo ter taxas altas de complaints (reclamações de usuário ao marcarem suas mensagens como “isso é spam”). É muito melhor o usuário fazer optout do que “queimar você” junto ao provedor. Alias, você está cadastrado em todos os programas importantes de FBL, abuse.net e outros? Precisa estar…
    Outra coisa mega importante, trate os retornos das mensagens. E nunca, mas nunca envie emails para quem é um complaint, deu optout ou denunciou como abuse.
    Outra dica tão importante quanto: Responda as mensagens dos usuários, por favor.
  5. Escolha uma Plataforma de Email Marketing que tenha suporte Deliverability (entregabilidade)
    De que adianta entregar suas mensagens se elas não chegam Inbox?!? O que fazer para saber se tudo está OK? O que pode estar errado?
    Existem muitos fatores que impactam nos disparos das campanhas de email marketing. É complicado até para um especialista responder todas elas de bate pronto, uma boa auditoria, check-lists e experiência ajudarão bastante.
  6. Conteúdo dos Envios (peças HTML e palavras usuadas)
    Já peguei problemas de milhões de emails que caiam na caixa de Spam dos usuários simplesmente porque existia no corpo do texto a palavra oportunidade. Acredite isso já aconteceu.
    Faça teste A/B/C/D…Z com suas campanhas antes de enviá-las (assuntos, palavras, proporção de textos e imagens… tudo conta).
  7. Monitore o que puder
    Faça cadastro no Hotmail SNDS, Google Postmaster, consulte diariamente listagens em blacklists. Isso é o mínimo.
  8. Pense em certificação
    Certificar um IP na Return Path pode salvar seus resultados. A Suretymail também pode ajudar muito, mas eles não garantem que as mensagens chegarão Inbox com as imagens abertas no Hotmail, por exemplo.

Bem, daria para fazer 10.000 linhas sobre o assunto, mas um passo de cada vez não é mesmo!

Até o próximo.

Publicado por Otthon Coelho

Otthon é CEO da Inbox Center (plataforma de envio de email marketing e SMS) e consultor internacional oficial da Port25 PowerMTA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *